RILDSON VALMONT



        Muita coisa aconteceu até chegar a poder escrever algo sobre mim mesmo. Como todo mundo que se dedica a uma jornada esotérica, os passos são dados na infancia. A minha não foi diferente. Para falar aqui posso dizer que tudo se iniciou com um baralho dos anjos comprado em uma banca de revista quando isso era uma imensidão de coisas misturados as conquistas e descobertas da juventude. Comecei a devorar os significados delas até chegar o momento que minha mãe achou que já estava interessado demais segundo ela. Apesar de não ter tido uma formação cristã convencional. Nunca sendo levado aos dogmas e ritos da igreja dominante, o interesse por assuntos místicos sempre me fascinou. Passou das revistas aos livros, nesse momento minha mãe já comprava pois sabia que era algo maior. Cresci em meio a isso. A conhecer sonhos, oraculos e tudo o mais. 

      Minha primeira experiencia com o tarot se deu através de Nei Naiff e de buscas na internet, comprei um tarot de Marselha e como todos até então sempre observava mais o lado divinatório das cartas e de seus significados. Comecei a ver imagens que iam além do que as cartas mostravam, e a sensibilidade aflorou com o tempo. Com estudos e minha adolescencia um tanto louca passei a colocar cartas para amigos que sempre queriam conselhos e dai então passei a colocar tarot para todos. Na época, tinha duvidas se cobraria ou não por aconselhar com o tarot e mesmo sendo tão jovem, a responsabilidade era grande. 

      A fama de um tarólogo ou cartomante se espalha como fogo em palha pelos amigos, pelos amigos dos amigos e precisei me dedicar aos estudos e a buscar outras tantas coisas que almejava, decidi dizer não.  Passei então a reduzir as leituras usando-as apenas para meu aprendizado e colocando para pouquissimas pessoas. Terminei os estudos e tirei um ano sabático, depois veio trabalho e iniciar os estudos até dedicar somente as buscas profissionais. Seguindo os conselhos de um novo tarot de Marselha, comprado em uma loja de Umbanda, abandonei tudo de novo e dei de cara com a realização do meu sonho, de ser fotógrafo. Finalizei em 2011 o curso de fotografia na Casa Amarela da Universidade Federal do Ceará e de imediato iniciando na profissão. 

       O destino me leva a Itália, Milão, onde me aprofundei nos estudos da fotografia de moda, da arte, e foi quando fiquei a frente do tarot novamente, encontrado em uma loja na cidade. Voltei com duas coisas em mente, fotografar e estudar moda e dedicar-me nos estudos do tarot, Ainda fazendo leituras e estudos somente pessoais. Tenho contato com estudos mais profundos e tarólogos e consigo avançar cada vez mais. 

       Meados de 2016, uma simples reunião com amigas do curso de moda, me instiga a voltar com leituras e que foi calorosamente recebido por antigos e novos amigos.. Sai do papel o antigo projeto TarotComCafé, nome já existente de um blog, entretanto não-utilizado por sua autora. Tudo com o pensamento de unir o consulente em uma conversa que fuja da rigidez de uma consulta e torne-se tudo leve em torno de uma xícara de café. Unindo duas coisas que amo. 

      Atualmente trabalho como Gerente de comunicação em marcas de moda, sou fotógrafo e designer. E agora também como tarólogo, dedicando-se com carinho a essa nova guinada espiritual. Também atualizando o blog TarotComCafé com uma temática simples e cotidiana juntamente com a visão dos arcanos. 













Postar um comentário